Como tornar a casa um ambiente mais seguro para as crianças?

As crianças são curiosas, brincalhonas e estão sempre em busca de experimentar e conhecer algo novo, especialmente, dentro de casa. No entanto, toda essa vontade de saber mais sobre o mundo e mexer nas coisas pode ser perigosa, ainda mais quando o imóvel não tem as condições necessárias para a promoção da segurança dos pequenos.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 37% das crianças atendidas com ferimentos nos hospitais são vítimas de acidentes domésticos. Ainda de acordo com o levantamento, cerca de 5 mil crianças morrem todos os anos por conta de acidentes, enquanto 100 mil são hospitalizadas. Por isso, a proteção das casas é uma questão de saúde pública, com possibilidade de redução das estatísticas com simples ações preventivas por parte dos responsáveis.

Equipamentos que podem ajudar na segurança das crianças

Alguns equipamentos podem ser instalados nos ambientes da casa para tornar o local mais seguro para as crianças, evitando a ocorrência de acidentes domésticos. É recomendável analisar, também, quais são os principais riscos de cada cômodo e, assim, investir em alternativas eficientes de proteção.

Telas e guarda-corpos

As telas de proteção e os guarda-corpos são indicados para locais com desnível, ou seja, com presença de altura, como sobrados, janelas e sacadas. Para casas com escada, o melhor é instalar o corrimão e guarda corpo ao longo da estrutura, para evitar quedas.

A instalação de grades nas janelas também pode ser uma alternativa viável. Mais do que evitar quedas e acidentes, as grandes minimizam as saídas não monitoradas de dentro da casa que podem fazer com que as crianças fiquem perdidas.

Dispositivos de proteção nas tomadas

Em uma casa com crianças, é essencial manter o cuidado com os fios e redes elétricas. As tomadas precisam estar cobertas com fitas isolantes e protetores, para evitar choques e acidentes domésticos. Vale ressaltar que qualquer voltagem acima dos 50 volts é perigosa, principalmente, para crianças pequenas.

Ademais, toda infraestrutura elétrica precisa de proteção. Fios desencapados também podem causar choques, assim como as conexões de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos.

Pisos antiderrapantes

Dê preferência aos pisos antiderrapantes em casas com crianças. Os pequenos tendem a correr muito e, quando são bebês e estão aprendendo a andar, o equilíbrio não é perfeito. Por isso, os revestimentos antiderrapantes evitam quedas, que podem causar machucados e traumas.

Molas para as portas

Quando uma porta bate com muita força, a criança pode ficar com um dedinho preso ou ser machucada pela intensidade da batida. Com a instalação de molas nas portas, é possível reduzir essas ocorrência, já que elas reduzem o impacto, mesmo quando fechadas com força.

Sistemas de alarme e segurança

Os sistemas de alarme e segurança não servem somente para casas com crianças, mas para todos os tipos de imóveis. Contudo, quem tem filhos sabe que a proteção ganha dimensões ainda maiores, por isso, é importante reduzir as possibilidades de assaltos, roubos e furtos.

Além disso, em casas muito grandes, os sistemas de alarme e segurança podem ser instalados em conjunto com câmeras, para que os pais e/ou responsáveis consigam encontrar as crianças dentro dos imóveis.

Pequenas ações que podem fazer a diferença

Além do investimento em acessórios e equipamentos de segurança, algumas ações simples podem fazer a diferença para evitar acidentes domésticos com crianças. Entre elas:

  • Não deixe produtos de limpeza ao alcance das crianças;
  • Não use o ferro de passar roupa próximo das crianças;
  • Guarde fósforos, velas e produtos inflamáveis em locais altos;
  • Proteja as válvulas do botijão de gás 13 kg preço atrativo;
  • Revista as quinas dos móveis, principalmente, a mobília mais baixa;
  • Deixe vidros, espelhos e cristais longe das crianças.

Ademais, alguns componentes também não podem ficar jogados pela casa, já que também são potenciais causadores de acidentes domésticos. Moedas, bijuterias, peças e componentes (como rolamento para bicicleta) podem ser atrativos para as crianças, que podem acabar engolindo ou colocando os acessórios no corpo.

Também merece destaque o planejamento com os móveis do quarto. Por ser o ambiente em que a criança passará grande parte do dia, é preciso verificar a correta disposição da mobília e, ainda, avaliar se todos os artigos estão adaptados para as crianças. Por exemplo, dependendo da idade, as camas devem contar com grades protetoras, como forma de evitar quedas durante o sono.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *