Comprar gaita de boca (harmônica)

capa dicas gaita de boca

Gaita de boca: atenção para as embocaduras

As gaitas de boca são divididas por seu tipo de embocadura. Elas podem ser “leves” ou “pesadas”. Na prática, a gaita de boca com embocadura leve tem o bocal mais fino e deve ser tocada com mais suavidade. Mas os gaitistas que possuem mais fôlego e força devem preferir as gaitas de boca com embocadura pesada.

Embocadura leve

Como exemplos de gaitas com embocadura leve, conheça a Super Gig 20 Hering, diversas opções Free Blues, Master Blues e Super 20 Hering

Gaita Master Blues Hering, exemplo de embocadura leve.

Gaita Master Blues Hering, exemplo de embocadura leve.

Embocadura pesada

Se o que você procura são gaitas com embocadura pesada, conheça as Hering Blues, Golden Blues e as Black Blues.

Gaita Black Blues Hering, exemplo de embocadura pesada

Gaita Black Blues Hering, exemplo de embocadura pesada

Gaita de plástico ou madeira?

O material da harmônica influencia o timbre de seu som. Enquanto as confeccionadas por madeira podem sofrer maior pressão – são mais duráveis – e desenvolvem um som mais “aveludado”, a gaita feita em plástico tem resposta rápida e produz som mais “brilhante”.

Gaita de Blues (Diatônica)

As gaitas diatônicas – conhecidas como “gaitas de blues” – tem 10 furos e uma extensão de três oitavas. Elas permitem que sejam tocados mais de um acorde se o gaitista usar mais de um furo ao mesmo tempo. São excelentes opções para você produzir som Country, Rock e claro, Blues.

Veja alguns exemplos:

Essa é uma Golden Blues Hering

Essa é uma Golden Blues Hering

E essa, uma Free Blues Hering

E essa, uma Free Blues Hering

Gaita de boca Cromática

Entendida como uma evolução da gaita de boca diatônica, a cromática permite sonoridade mais melódica e em qualquer tonalidade, mas sem variações de afinação consequentes do bend.

Veja aqui alguns exemplos:

Gaita Cromática Barítono Hering

Gaita Cromática Barítono Hering

 

Gaita Cromática em Dó, Hering

Gaita Cromática em Dó, Hering

Assista aqui a diferença, na prática, da sonoridade entre as gaitas diatônicas e cromáticas:

Outros tipos

Além das citadas, ainda existem a Tremolo, que produz certa vibração na afinação. Encontramos também a gaita em Oitava, que vem com duas palhetas em cada furo e são afinadas com intervalo de uma oitava entre elas.

A gaita de Acordes permite produção de 48 tipos de acordes. São 12 maiores, 12 menores, 12 com sétima, 6 aumentados e 6 diminutos. Esse tipo de gaita é produzido apenas para japonesa Suzuki e pela alemã Hohner.

Como diz o músico Roma Bonini, a harmônica “é muito mais que um simples brinquedo de vendedor de algodão doce”. Assista por quê:

 

Rápida pincelada na história

Chinês tocando Sheng, instrumento que deu origem às gaitas de boca

Chinês tocando Sheng, instrumento que deu origem às gaitas de boca

A harmônica, ou popularmente conhecida como gaita de boca, nasceu na China – tinha que ser – no começo do séc. XIX. Nomeado por “sheng”, esse instrumento é uma espécie de flauta com tubos, estilo mini-órgão com uma palheta para cada tubo. A evolução para a harmônica foi justamente de permitir ao músico colocar a boca diretamente em cada tubo.

Os primeiros projetos de harmônicas eram assinadas pelo alemão Christian L. Buschmann e foram concebidas por volta de 1821. Não eram consideradas adequadas para execução musical, mas preparam o terreno para a criação de harmônicas por outro alemão – Matthias Hohner. Após 1857, as gaitas começam a se popularizar.

Veja mais da história das harmônicas aqui.

Você já decidiu por qual comprar? Tem outras dúvidas? Compartilhe conosco!

 

Comments

comments