Dia do Rock: os 5 maiores mitos do rock and roll

RockandrollMyths

De mortes estranhas a transfusões de sangue e práticas sobrenaturais de cunho duvidoso, um jornal britânico reuniu alguns mitos que percorrem o mundo da música. E a Estrela10 separou para vocês os 5 maiores mitos do rock!

5. “Mama” Cass faleceu por causa de um sanduíche

Quando Mama Cass (The Mamas & The Papas) foi encontrada sem vida no seu flat em Londres, no ano de 1974 com 32 anos, um atestado de óbito feito as pressas sugeria que a mesma tinha engasgado em seu próprio vômito enquanto comia um sanduíche. Com 1,65m de altura e pesando 108kg, era muito fácil acreditar nisso. Mas o atestado de óbito original mostrava que ela foi vítima de um ataque cardíaco fatal, causado pelo excesso de peso e uma dieta nenhum pouco saudável.
Por mais que um sanduíche tenha sido encontrado no criado mudo ao lado da sua cama, sua traqueia não apresentava sinais de comida. Ela, ironicamente, morreu de barriga vazia.

4. Marilyn Manson no elenco de “Anos Incríveis”

Esta lenda é combustível ao medo de todos os pais, de que uma criança super nerd e dedicada pode se tornar o anticristo. Vários sites e pessoas acreditam piamente que foi Marilyn Manson quem fazia o papel de Paul Pfeiffer. Para o polêmico cantor isto é algo irrelevante, pois não afeta em nada o sucesso que ele faz com a música. Mas para Josh Saviano, o verdadeiro Paul Pfeiffer, esta lenda é um verdadeiro empecilho, que faz com que as pessoas não reconheçam seu papel na renomada série dos anos 80-90.

3. The Beatles e cigarros duvidosos no Palácio de Buckingham

Um tempo depois dos quatro jovens darem um pulo no Palácio de Buckingham (a casa da monarquia inglesa) em Outubro de 1965. John Lennon disse que eles haviam extrapolado dos limites na bebida. Algumas testemunhas nenhum pouco confiáveis disseram que eles estavam fazendo coisinhas que os membros da família real não ficariam contentes em saber, mas que deixariam Bob Marley orgulhoso.
O mito foi desmentido quando Paul McCartney e Lennon confessaram que cogitaram a possibilidade, mas o medo era tanto que as pernas deles tremiam e eles acharam melhor deixar pra depois.

2. Keith Richards e a maior transfusão de sangue do mundo

Depois de algumas visitas à casas de reabilitação, Keith Richards (guitarrista do Rolling Stones) foi acusado de trocar todo seu sangue contaminado por sangue saudável, em uma clínica suíça em setembro de 1973. O que aconteceu na verdade foi uma simples hemodiálise, para filtrar o sangue do artista, que havia aguentado algumas noites de farra além do que o corpo permite.
De saco cheio para responder aos jornalistas pelo sumiço repentino e a sobriedade, o guitarrista decidiu substituir a história verdadeira por: “Eu troquei todo meu sangue, e agora estou limpo pro resto da vida”.

1. O pacto de Robert Johnson com o tinhoso

Um dos mais famosos mitos do rock é do guitarrista de blues, Robert Johnson, que havia feito um pacto com o chifrudo para trocar sua alma pela habilidade de “tocar violão melhor que o homem lá de baixo”.

Este mito se deve a dois fatos, primeiramente por ele ser praticante de voodo e utilizar magia negra para aumentar suas habilidades com o instrumento; e também por ter escrito a música “Me and the Devil Blues”, na qual ele conta a história que o coisa-ruim bate à sua porta e o leva para dar uma volta descompromissada, que poderia acabar em morte.
O filme “Crossroads” de 1986, que conta a história de um rapaz que ganha do sete pele em um duelo de guitarras, é inspirado na vida de Robert Johnson. Confira no vídeo uma animação que conta um pouco desta história.

Você conhece algum mito engraçado ou curioso sobre o rock and roll? Compartilhe com a gente! \../_

Fonte: The Guardian

Comments

comments